O governo do estado investiu mais de R$ 175 milhões em obras na região do Baixo Sul da Bahia, de acordo com levantamento realizado pela Secretaria de Infraestrutura (Seinfra-BA) divulgado nesta terça-feira (21). Os gastos fazem parte do Programa de Manutenção das Rodovias Baianas (Premar), que possui contrato de cinco anos, incluindo a recuperação e manutenção das estradas.


"Dentre os investimentos realizados na região, destacamos a recuperação total do trecho da BA-001, saindo de Nazaré, passando por Valença, Camamu e Itacaré, indo até Ilhéus, só esse trecho soma 220 quilômetros de extensão. Outras intervenções importantes estão sendo realizadas em Gandu e Ibirataia, onde estamos praticamente reconstruindo a rodovia”, afirmou o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti.


EDUCAÇÃO NO BAIXO SUL

Além dos investimentos em reestruturação das rodovias, o governo do estado divulgou o aporte de R$ 148 milhões na educação na região Baixo Sul (veja aqui). De acordo com o secretário de educação do estado, Danilo de Melo, os objetivos dos gastos são: oferecer educação em período integral, diminuir a evasão escolar e aumentar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).


A última vez que o ensino médio público estadual atingiu a meta do Ideb foi em 2011, quando alcançou média 3. No levantamento mais recente da instituição, a Bahia dividiu a última colocação do ranking junto com o Amapá, o Pará e o Rio Grande do Norte.


A região Baixo Sul é composta pelos municípios de Aratuípe, Cairu, Camamu, Gandu, Igrapiúna, Ituberá, Jaguaripe, Nilo Peçanha, Piraí do Norte, Presidente Tancredo Neves, Taperoá, Teolândia, Valença e Wenceslau Guimarães.